Espetáculos vedados a maiores de 65 anos, em Braga

6

Exmo Senhor Presidente da Câmara de Braga:

A Associação de Aposentados, Pensionistas e Reformados (APRe!) vem solicitar a V. Excia se digne esclarecer, com toda a urgência e publicamente, os motivos que justificam a inédita limitação da idade das pessoas admitidas para assistirem aos dois eventos previstos para hoje e amanhã na cidade de Braga.

Tomamos conhecimento pela comunicação social de que “O acesso a estes eventos, precisaram entretanto os promotores, é exclusivo a cidadãos residentes em Portugal com idades entre os 18 e 65 anos…”, sendo largamente divulgadas as medidas de segurança sanitária que irão ser adotadas. O que se passa? As pessoas com mais de 65 anos não conseguem seguir essas instruções, as pessoas com mais de 65 anos causam algum insondável incómodo à Organização dos eventos em causa? (Ter-se-ão porventura esquecido que a maior percentagem de vacinação reside, até ao momento, nessa faixa…)  

Esta bizarra e inaceitável limitação torna-se tanto mais preocupante quanto ouvimos há dias a Senhora Ministra da Cultura anunciar, num canal televisivo, para estes dias, em Braga, “os primeiros dois espectáculos-teste às novas regras para eventos de massas”… A ideia será, então, se correr bem, adotar esta “nova moda”?!

Recordamos-lhe, Senhor Presidente, que as pessoas com 65 anos ou mais, são cidadãs de pleno direito e muito ciosas dos seus direitos, em todos os momentos da sua vida, falte-lhes o que lhes faltar viver…

Não aceitamos atestados de menoridade nem assomos de segregacionismo com base na idade.

E isto já nada tem a ver com este ou aquele concerto, como é evidente.

Com os nossos melhores cumprimentos

A Direção da APRe!