Pensões médias não acompanham a inflação

186

Desde que em 2006 foi aprovada a regra que determina a actualização das pensões, uma pensão média de mil euros, só por quatro vezes teve actualização em linha com a inflação, acumulando nestes 16 anos uma perda no poder de compra de 9,1%.

Na notícia da RTP, sobre a perda de poder de compra das pensões médias, foi ouvida a Presidente da Direcção da APRe!, Maria do Rosário Gama, que num excerto das declarações que prestou, referiu que “As pensões da classe média, essas há muito tempo estão a ficar para trás, porque não há maneira de pelo menos, pelo menos, o aumento ser igual à inflação, é sempre 0,5 pontos abaixo da inflação”.

A evolução comparativa do valor das pensões desde 2006, entre o valor a que foram actualizadas e o valor que teriam se fossem actualizadas de acordo com a taxa de inflação, pode ser verificado no gráfico publicado no jornal negócios de 5 de Janeiro de 2022.