2 de Março

1


Locais de Concentração da APRe!

Lisboa – Monumento aos Mortos da Grande Guerra – Avenida da Liberdade – 16 Horas
Porto – Praça da Batalha – 15H30 horas
Coimbra – Arcos do Jardim – 15 Horas
Faro – Largo do Carmo – 15H30


___________________________________________________________________________
MARÉ
APOSENTADOS/PENSIONISTAS E REFORMADOS
TODOSÀ MANIFESTAÇÃO
APRe! éuma Associação cívica, laica, apartidária, sem fins lucrativos que pretendeprimeiro, contribuir para a defesa dos direitos dos aposentados,pensionistas e reformados face ao ataque de que estão a ser alvo agora e,segundo, avançar com propostas para a criação de um estado social justoe solidário que tenha em conta as diferentes gerações.   
Nessesentido, a APRe! tem vindo a desenvolver acções de políticareivindicativa junto dos órgãos do poder de forma a garantir os direitos destegrupo social e impedir a tomada de decisões que lesem as suas legítimasexpectativas.
APRe! visamelhorar a vida dos aposentados, pensionistas e reformados, lutar contra o seuisolamento e vulnerabilidade, pela defesa de um envelhecimento activo. Quer sera voz dos aposentados e reformados portugueses, cidadãos de pleno direito.
Sendoo Estado Social um dos pilares da nossa Constituição, o mesmo não pode serposto em causa enquanto a mesma vigorar. O Governo, sob a “protecção” datroika, tem tomado medidas que fazem regredir este país e estão a transformá-lonum imenso estaleiro de pobres, pedintes e desempregados à espera de migalhas. As medidas em curso provocam umretrocesso civilizacional pondo em causa as conquistas sociais e laboraisduramente alcançadas ao longo de um século.
Participamos,pois, activamente na Manifestação de 2 de Março, contra as medidasque:
  
– criam divisão entre os portugueses, colocando uns contra outros;
– permitem que reformados com pensões acima de 254Euros não tenham direito a aumento das suas pensões!
– permitem que pensionistas com pensões de 600 Euros,brutos, tenham que fazer descontos para o IRS;
– permitem a existência de mais de 80% de pensionistascom pensões inferiores a 600 Euros;
– permitem um aumento das taxas moderadoras,dificultando o acesso à saúde principalmente nas famílias de baixos e médiosrecursos e nos reformados com pensões de miséria;
– permitem um colossal aumento da carga fiscal que fazdos reformados e pensionistas as principais vítimas;
– impedem o crescimento económico e potenciam odesemprego galopante;
– fomentam a emigração dos filhos e netos num momentoem que os idosos mais necessitam da sua presença.
                    

    PORQUE NÃO SOMOS DESCARTÁVEIS! 
TODOS À MANIFESTAÇÃO DE 2 DE MARÇO!