“eGuard”. A GNR a um clique dos idosos mais sozinhos

8
Programa-piloto de teleassistência foi implementado na Guarda e já conta com 100 participantes, na sua maioria mulheres. Um quarto tem entre os 85 e os 100 anos. Conheça a história de Isabel Ferreira, uma viúva de 95 anos.

 

A GNR da Guarda tem no terreno uma iniciativa pioneira de apoio aos mais vulneráveis. Em colaboração com os municípios do distrito, lançou o ‘eGuard’, um programa-piloto de teleassistência.

A Guarda é o segundo distrito do país com mais idosos a viverem sozinhos ou isolados: 4.500.

No total, já integram o programa 100 idosos, sendo que 24 têm idades compreendidas entre os 85 e os 100 anos. A maioria são mulheres.

Em Celorico da Beira, há 200 idosos a viverem sozinhos ou isolados. Onze aderiram ao “eGuard” e dois deles habitam numa povoação que tem apenas três habitantes.

Isabel Ferreira, viúva, de 95 anos, já recorreu várias vezes ao novo aparelho de teleassistência, que anda sempre pendurado ao pescoço.

“Está a piscar, tem carga”, mostra, satisfeita. “Posso cair e não dar por ela. A primeira vez que caí, pensava que ficava lá. Assim já posso chamar, pedir socorro. Foi bom, porque já tenho caído aí e vejo-me à rasca para me levantar”, revela a moradora daquela povoação de Celorico da Beira com três habitantes. 

Ler mais aqui: https://rr.sapo.pt/2020/12/10/pais/eguard-a-gnr-a-um-clique-dos-idosos-mais-sozinhos/noticia/217938/?fbclid=IwAR


Entrevista de Liliana Carona Resnascença 10.12.2020