Em Linda-a-Velha

3

O que aconteceu no passado sábado no Teatro Lurdes Norberto foi o seguimento dum trabalho do recém-criado Núcleo de Linda-a-Velha, com a sua apresentação, e que teve como prioridade a população reformada local, e que a partir de agora dentro dos poderes que lhes foram confiados, irá estabelecer acções e contactos entre associados e funcionar como um elo de ligação entre eles e a coordenação distrital da APRe!

O apelo foi lançado à População para que trabalhássemos em lotação esgotada, e o mesmo foi correspondido. O auditório com lotação para 100 lugares sentados, estava cheio. 
As intervenções em sala, pautaram-se todas elas com o seu valor sobre diversos aspectos, até pessoais, provocando assim o debate de ideias. 
De louvar a excelente intervenção duma jovem moradora de Linda-a-Velha de nome Filipa Laborinho, que de uma forma bem clara e esclarecedora, desvalorizou este fenómeno que está a ser usado como arma de arremesso contra a geração de reformados, dando assim o seu precioso contributo para o esclarecimento.
A Mesa foi composta pelos elementos: Teresa Rio (Direcção Nacional); Vitor Ferreira (Coordenação Distrital de Lisboa e Mesa da Assembleia Geral); Jesus Reis (Oeiras Oriental/Algés); e António Nobre e Virgílio Castanheira (estes do Núcleo de Linda-a-Velha).
António Lopes Reis