Há sorrisos à janela: fotógrafos ajudam a combater a solidão dos velhos de Lisboa

27

A iniciativa “Retratos à Janela”, promovida pela Associação Mais Proximidade, Melhor Vida, levou nove fotógrafos voluntários a captar a imagem de alguns dos 120 idosos em situação de solidão com quem trabalha na Baixa e na Mouraria, em Lisboa.

….Aos 92 anos, Luísa Tomaz é uma dos cerca de 120 utentes da AMPMV. Constituída formalmente como IPSS em 2015, a associação trabalha directamente com idosos em situação de solidão e isolamento nas zonas da Baixa e da Mouraria. Alguns não têm família, outros têm, mas está longe. Por isso, as “amigas” da associação são, muitas vezes, a única companhia e forma de esses utentes resolverem os problemas que surgem no dia-a-dia.
“Eu não imagino o que é subir e descer estes degraus com 92 anos”, diz Ana Luísa Murjal, surpreendida. Na ombreira da porta espera a “dona Luísa”, como lhe chamam as técnicas. Há mais de 70 anos que ali mora, mas é natural de Pedrógão Grande, onde gosta de estar porque “o ar é outro”. Vive sozinha desde a morte do marido. O filho emigrou para o Canadá e as visitas à “província” — como chama ao município de que é natural — deixaram de ser a cada duas semanas para apenas uma vez por ano, quando o filho regressa. “Ele é capaz de vir em Setembro, mas eu só acredito quando o vir à minha frente”, diz. A pandemia pode adiar-lhe os planos…

Ler mais aqui: https://www.publico.pt/2020/06/24/impar/reportagem/ha-sorrisos-janela-fotografos-ajudam-combater-solidao-velhos-lisboa