Ministro arrasa estudo. “Ideias ingénuas” que pretendem “abrir o mercado ao privado”

8

É ingénuo, precipitado, e pretende abrir o mercado ao privado. É assim que o ministro do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social classifica o estudo, elaborado pela Fundação Francisco Manuel dos Santos, que afirma que é preciso aumentar em mais três anos a idade da reforma para garantir a sustentabilidade do sistema nacional de pensões.

Confrontado com as conclusões do estudo, no Fórum TSF, o ministro José António Vieira da Silva respondeu que “a ideia de que a solução está em aumentar em três anos a idade da reforma é algo ingénua, para não dizer que é precipitada”.
O ministro do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social diz que, através de propostas como “o plafonamento e a capitalização individual”, o estudo realizado pela Fundação Francisco Manuel dos Santos pretende “abrir o mercado ao privado”.