“O coronavírus está a assustar mais do que a sida”: a entrevista ao primeiro vacinado quando a covid ainda estava no começo

1

 Dirige o serviço de infecciologia do Hospital de São João, onde se concentra o maior número de infetados pelo coronavírus do país. Em entrevista exclusiva ao Expresso fala dos dramas de uma luta diária contra uma pandemia da qual quase tudo se ignora, e da qual sobressai pelo menos uma certeza: é essencial evitar o pânico. No dia em que começou a vacinação em Portugal, e em que António Sarmento foi a primeira pessoa no país a tomar a vacina contra a covid-19, o Expresso republica esta entrevista

António Sarmento

Dirige o serviço de infecciologia do Hospital de São João, onde se concentra o maior número de infetados pelo coronavírus do país. Em entrevista exclusiva ao Expresso fala dos dramas de uma luta diária contra uma pandemia da qual quase tudo se ignora, e da qual sobressai pelo menos uma certeza: é essencial evitar o pânico. No dia em que começou a vacinação em Portugal, e em que António Sarmento foi a primeira pessoa no país a tomar a vacina contra a covid-19, o Expresso republica esta entrevista