Portugal sem preparação para a doença mental na terceira idade

2
A Sociedade Portuguesa de Psiquiatria avisa que Portugal não está preparado para a doença mental na terceira idade, sobretudo na questão das demências, e considera que nos 40 anos do SNS se devia tornar esta área uma real prioridade.
Na véspera do arranque do Congresso Mundial de Psiquiatria, que começa em Lisboa na quarta-feira, o vice-presidente da Sociedade Portuguesa de Psiquiatria e Saúde Mental indica que os serviços de saúde portugueses “não estão preparados para o que já está a acontecer e para o que aí vem” ao nível do problema das demências.
 Em entrevista à agência Lusa, Pedro Varandas recorda o “problema demográfico” de Portugal, com uma população envelhecida e que terá uma forte carga de doença mental. “A nossa pirâmide demográfica está completamente invertida. Devemos estar já muito preocupados com o que ainda não está a ser feito para preparar os tempos vindouros”, afirmou à Lusa.
Notícias ao Minuto – 20.08.2019