Todos Juntos

1
DESCER À RUA, TODOS JUNTOS!
Onde quer que possamos estar, é preciso que se faça ouvir o grito de revolta contras as medidas injustas e cruéis que este Governo ameaça fazer cair sobre os Aposentados, Pensionistas e Reformados. As reduções, as taxas, mais sobre uns do que sobre outros, tentar colocar pensionistas contra aposentados; criar a confusão ao lançar seniores contra jovens; quebrar a coesão nacional, nos espaços e públicos e dentro das nossas casas, no meio das nossas famílias. A estratégia é dividir mas nós não nos deixaremos iludir. Uma única palavra resume a actuação do Governo: indignidade. É preciso gritar bem alto a nossa revolta e a nossa oposição. Não, nós não somos descartáveis. Também somos credores, queremos as nossas vidas, queremos os nossos direitos respeitados.
No dia 1 de Junho vamos descer à rua. Juntos com outros portugueses descontentes como nós, lado a lado com companheiros espanhóis, gregos, italianos, irlandeses, belgas ou franceses, na luta contra este regime de austeridade que ignora os portugueses e atira Portugal para a pobreza, que coloca Portugal à mercê da alta finança e dos grandes interesses internacionais. Nós queremos de volta “O dia inicial inteiro e limpo”, queremos tomar conta do nosso destino.
Não somos descartáveis! Temos direitos e dignidade, exigimos respeito!
REFORMADOS UNIDOS CONTRA A TROIKA