Uma em cada duas pessoas discrimina em função da idade, divulga a Organização das Nações Unidas

17

 Segundo a ONU, o “idadismo” traduz-se em formas de discriminação acomeçar pelo acesso a serviços de saúde. Com a pandemia, diz, oshospitais saturados optaram por salvar os pacientes mais novos.

 Uma em cada duas pessoas no mundo discrimina em função da idade, segundoum relatório das Nações Unidas (ONU) divulgado esta quinta-feira, comrecomendações aos Governos para que adotem medidas jurídicas e sociaispara combater estes preconceitos.

 O relatório, elaborado pela Organização Mundial de Saúde (OMS), emcolaboração com várias agências da ONU, incluindo para os DireitosHumanos, sublinha que este tipo de discriminação “contribui para a pobreza e a insegurança económica das pessoas na velhice”, aumentando o isolamento social e a solidão dos idosos.

O estudo, com que a ONU espera lançar uma campanha mundial, conclui que estetipo de discriminação se verifica sobretudo nos jovens, é maisfrequente nos homens que nas mulheres e em pessoas com menos formação.

 

Ler mais aqui: https://observador.pt/2021/03/18/uma-em-cada-duas-pessoas-discrimina-em-funcao-da-idade-divulga-a-organizacao-das-nacoes-unidas/